Lanches rápidos e práticos para incluir na alimentação do seu filho

lanches-rapidos-e-praticos-para-inserir-na-alimentacao-do-seu-filho4359

Oferecer uma comida gostosa e balanceada para as crianças é um preocupação frequente dos pais. Mesmo quando comem direitinho no almoço e no jantar, o lanche muitas vezes é composto por comidas pobres em micronutrientes e ricas em açúcar ou aditivos artificiais, como bolachas, salgadinhos e sucos industrializados.   

Mas cuidado! Mesmo os lanches rápidos têm de ser pensados de forma a proporcionarem nutrientes para o crescimento e desenvolvimento adequado e, para isso, devem incluir: 

Alimentos energéticos: fontes de carboidratos, como cereais e tubérculos.

Alimentos construtores: fontes de proteínas, como carnes, ovos e laticínios. 

Alimentos reguladores: fontes de vitaminas e minerais, como frutas, legumes e verduras.

O ideal é oferecer um alimento de cada grupo nos lanches, por exemplo, um pãozinho integral (energético) com ricota temperada (construtor) e uma fruta (regulador). Mas, para garantir que sejam sempre atrativos, preparamos algumas dicas para sair da rotina.

Espetinhos muito especiais

Se tem uma coisa que conquista a garotada é a apresentação. Por isso, uma boa dica é montar espetinhos com frutas de diferentes cores, como morango, carambola, manga e uva sem caroço. 

Para a versão salgada, dá para intercalar mussarela de búfala (ou queijo em cubinhos), tomate cereja e folhas de manjericão. Use a criatividade!

Cupcake de omelete

O ovo, alimento do grupo construtor, raramente entra nos cardápios de lanche. Mas você pode fazer omeletes em formas de cupcake, assim eles ficam em um formato bem amigável para comer com as mãos.

Basta bater os ovos com temperos e complementos de sua preferência (alecrim, manjericão, orégano, salsinha, cebolinha, tomate, queijo, frango, etc), colocar em forminhas untadas e levar ao forno preaquecido por cerca de 15 minutos (fogo médio) e está pronto! Ah, mas não encha demais as formas, porque os omeletes crescem.

Quibe assado

Que tal servir quibe assado em quadradinhos para não interromper a brincadeira? O quibe reúne um alimento construtor (a carne) com um energético (o trigo) de alta qualidade, já que o trigo para quibe é um cereal integral, rico em fibras, vitaminas e minerais.

Fazer quibe assado é bem fácil. Primeiro deve-se hidratar uma xícara de trigo, ou seja, colocar em uma tigela com água por 30 minutos e, depois, com um pano de prato limpo, espreme-se o trigo para retirar a água. Então, mistura-se o trigo com 500g de carne moída, uma cebola em pedaços pequenos, folhas de hortelã, sal e pimenta do reino (se desejar). Colocar a mistura em uma assadeira, regar com uma colher de azeite e levar ao forno preaquecido, em alta temperatura, por cerca de 30 minutos. Deixar esfriar e cortar em pedaços.

Sanduíches do bem

Os sanduíches podem ser aliados da alimentação saudável mas, cuidado! Existem muitas opções com excesso de gordura, açúcar e sódio. Para fazer sanduíches mais nutritivos, prefira pães do tipo caseiros, feitos na padaria de sua preferência. Se for integral, melhor ainda. 

Para o recheio, que tal um patê de ricota? É só processar a ricota e misturar com frango, azeitonas, atum, temperos frescos ou, ainda, processar com beterraba, cenoura ou espinafre. As cores ficam lindas, atraindo a atenção dos pequenos. 

Bolos gostosos e saudáveis

Diferente das versões industrializadas, as versões caseiras do tipo “receita da vovó”, podem ser uma opção para o final de semana. O legal é dar preferência para versões que incluem frutas (laranja, maçã, banana, frutas vermelhas), ou mesmo ao de cenoura. Dá, também, para trocar uma parte do trigo comum pela versão integral ou de aveia. 

Só não vale colocar cobertura, normalmente cheias de açúcar ou gordura. Um bolo simples feito em casa é uma delícia sem precisar de nada por cima.

Frutas secas e castanhas

Quando for passear com as crianças, uma boa dica é preparar um potinho de frutas secas e castanhas. Inclua na mistura itens como uva passa, damasco, castanha-do-pará, de caju, pistache, nozes, amendoins. A vantagem é que esse é um lanche super nutritivo que não precisa conservar na geladeira!

Com essas ideias apresentadas aqui, vai ficar muito mais fácil oferecer lanches saudáveis e variados para seus filhos. Apesar de práticos, todo preparo feito em casa toma um pouco mais de tempo do que comprar algo pronto, mas as vantagens para a saúde das crianças faz valer a pena!

Aproveite e peça a ajuda deles no preparo, transformando tudo em uma grande brincadeira. Gostou das dicas? Então aproveite para assinar nossa newsletter e receber sempre nossas novidades.

Postagens relacionadas
educacao-alimentar--passo-a-passo-para-ensinar-seu-filho-a-comer-bem4523
Educação Alimentar: passo a passo para ensinar seu filho a comer bem
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Seu filho sofre de neofobia alimentar?
Hamburger and french fries for unhealthy lunch
Obesidade Infantil: estratégias para prevenção
Alimentação_infantil_entenda_como_ela_é_influenciada_pelos_pais.jpg.jpeg
A influência dos pais sobre a alimentação das crianças
Como_melhorar_o_comportamento_dos_filhos_à_mesa.jpg.jpeg
Como melhorar o comportamento dos filhos à mesa
2 Comentários

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web